ATENÇÃO LEITORES DO BLOG - COMENTÁRIOS:
Estou sem tempo para responder os comentários, peço colaboração dos leitores que realmente conhecem a planta da postagem, que ajudem a esclarecer a dúvida.

Ainda não trabalho com venda de plantas e não envio sementes.

Para ver todas postagens - É só clicar no link abaixo:
ÍNDICE GERAL DOS TÓPICOS

26 de mar de 2015

LIGUSTRO-ARBUSTIVO - ( Ligustrum sinense )



Abusto bastante ornamental
LIGUSTRO-ARBUSTIVO Variegatum - (  Ligustrum sinense )
NOME CIENTÍFICO: Ligustrum sinense.

NOME POPULAR: Ligustro, ligustro-arbustivo, ligustrinho, alfeneiro-da-china.

Nota: Existem diversas cultivares a das fotos é a forma “Variegatum”.

SINONÍMIA: Ligustrum fortunei, Ligustrum villosum.

FAMÍLIA: Oleaceae.

CICLO DE VIDA: Perene.

ORIGEM: China e Coréia.

PORTE: DE 3 a 4 metros de altura.

FOLHAS: Opostas, medem cerca de 2 a 7 cm de comprimento, por 1 a 3 cm de largura, na espécie variegata têm coloração verde acinzentadas com margens brancas irregulares.
 
LIGUSTRO-ARBUSTIVO Variegatum - (  Ligustrum sinense )
FLORES: As flores tem coloração branca, com quatro lóbulos, que medem em média 4,5 mm de comprimento, apesar de pequenas, são numerosas e surgem na primavera.

TRONCO: De textura lenhosa.

LUMINOSIDADE: Sol pleno.

ÁGUA: Gosta de solo ligeiramente úmido, mas nunca encharcado.

CLIMA: Aprecia clima temperado quente, mas aceita outras temperaturas.

PODA: Aceita bem ser podado, inclusive é utilizado para trabalhos topiários.

CULTIVO: Gosta de solo fértil areno-argiloso, com boa drenagem.

Nota: Sugestão de mistura de substrato – 1 parte de terra vegetal, 1 parte de terra comum de jardim, 1 parte de composto orgânico e 1 parte de areia grossa de construção.

FERTILIZAÇÃO: Aplicar NPK, fórmula 04-14-08, cerca de 1 a 3 colheres de sopa (conforme tamanho da planta) sempre ao redor do caule, nunca junto a ele, incorporar levemente ao solo e regar em seguida.

UTILIZAÇÃO: Bastante utilizada como cerca viva, mas fica bonita em vasos e em composição com outras plantas.

PROPAGAÇÃO: Por sementes e estaquia.

FOTOS DESTA POSTAGEM: Fotografei na Gran Flora Veiling de Holambra na Tropical Plantas.

25 de mar de 2015

CAMBUCI, CAMBUCIZEIRO - ( Campomanesia phaea )



NOME CIENTÍFICO: Campomanesia phaea.

NOME POPULAR: Cambuci, cambucizeiro.

Nota: O nome tem origem na língua indígena, que devido o formato do fruto significa pote de água.

SINONÍMIA: Abbevillea phaea, Paivaea langsdorffii.

FAMÍLIA: Myrtaceae.

CICLO DE VIDA: Perene.

ORIGEM: Nativo do Brasil Mata Atlântica /Serra do Mar (São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais).

PORTE: Em média atinge de 3 a 5 metros de altura, mas em condições favoráveis pode chegar a ter tamanhos maiores.

FOLHAS: São perenes (não caem no inverno ou em outra época), de coloração verde escuro vivo, são simples, lisas, medindo cerca de 7 a 10 cm de comprimento, por 3 a 4 cm de largura.

FLORES: De coloração branca, são grandes e muito bonitas, ocorrem no Brasil de agosto a novembro.



FRUTOS: De polpa carnosa, formato redondo-achatado, casca verde amarelada quando maduros, ficam macios e começam a queda espontânea o que acontece no final do verão até o outono, tem perfume intenso, não é consumido in natura.


TRONCO: Com 20 a 30 cm de diâmetro, tem casca descamante.

LUMINOSIDADE: Sol pleno, meia-sombra.

ÁGUA: Principalmente quando jovem mantenha o solo úmido, mas não encharcado, após adulta regar somente no caso de estiagens prolongadas.

CLIMA: Aprecia clima quente a temperado, não tolera frio intenso.

PODA: Não é necessária, apenas retirada de ramos secos e mal formados e poda de formação com a retirada de brotações laterais.

CULTIVO: Não é exigente em relação ao solo, mas prospera melhor nos ricos em matéria orgânica.

FERTILIZAÇÃO: Por ocasião do plantio da muda, faça uma cova que tenha no mínimo o dobro do tamanho do torrão, misture bem na terra retirada esterco animal sempre muito bem curtido ou composto orgânico.

UTILIZAÇÃO: Além de ter frutos que são utilizados no preparo de diversas iguarias é também uma bonita árvore ornamental de folhas perenes.  

PROPAGAÇÃO: Por sementes, a germinação é baixa e demora cerca de duas semanas a um mês para brotarem.

PLANTA MEDICINAL: Tem várias propriedades medicinais.

PREÇO: Na Fazenda Citra, mudas com 50 cm de altura R$ 10,00 e om 1 metro R$ 15,00.

FOTOS DESTA POSTAGEM: São da Dieberger Plantas – Fazenda Citra, que serão substituídas quando fotografar a planta.

23 de mar de 2015

ALECRIM, ROSMARINUS - ( Rosmarinus officinalis )


ALECRIM, ROSMARINUS - ( Rosmarinus officinalis )

NOME CIENTÍFICO: Rosmarinus officinalis.

Nota: “Rosmarinus” no latim significa orvalho do mar, existe diversas cultivares com flores e folhas de cor diferente, tamanho da planta, etc.

NOME POPULAR: alecrim, rosmarinus, alecrim-da-horta, alecrim-de-jardim, alecrim-de-cheiro, alecrim-rosmarinho, alecrim-rosmarino, alecrinzeiro, erva-da-graça, libanotis, rosmarino, rozmarim, roris marini (latim), rosemary (inglês), romero (espanhol), romarin (francês), ramerino (italiano), rosmarin (alemão).

SINONÍMIA: Rosmarinus latifolius

FAMÍLIA: Lamiaceae.

CICLO DE VIDA: Perene.

ORIGEM: Região do Mediterrâneo.

PORTE: Chega alcançar 1,50 metros de altura.

FOLHAS: De formato lanceolado, tamanho pequeno, finas, opostas, na face superior tem coloração verde-brilhante e na face inferior verde-acinzentado.
 
ALECRIM, ROSMARINUS - ( Rosmarinus officinalis )
FLORES: Praticamente durante o ano inteiro é possível ver suas inflorescências, com flores de coloração azul esbranquiçada.

FRUTOS: É um aquênio (geralmente seco e com uma única semente que está ligada a camada que a envolve).

TRONCO: De hastes lenhosas, formam um arbusto bastante ramificado.

Nota: Um aroma forte e bem agradável é possível sentir de toda a planta.

LUMINOSIDADE: Sol pleno ou mais de 4 horas por dia.

ÁGUA: Manter o solo ligeiramente úmido, mas nunca encharcado, pode secar entre regas.

CLIMA: Pode ser cultivado em qualquer clima, mas não gosta de frio intenso.

PODA: Não necessária, mas aceita bem ser podado o que irá estimular novas brotações, é inclusive utilizada em topiaria.

CULTIVO: Bastante rústica, de fácil cultivo, tolera um pouco à seca e é resistente a pragas, a melhor época para o plantio de mudas é na primavera até o verão.

FERTILIZAÇÃO: Por ocasião do plantio, misturar bem no substrato um pouco de esterco animal sempre muito bem curtido, é também utilizado mamona e farinha de osso.

UTILIZAÇÃO: Como planta ornamental, medicinal, na culinária e nos cultos de religião afro.

PROPAGAÇÃO: Por sementes (mais lento para planta desenvolver) e por estacas de ramo, que devem medir cerca de 10-15 cm, retirando as folhas da parte que vai ser enterrada, deixar em local com bastante luz, mas sem receber sol pleno.

PLANTA MEDICINAL: Suas folhas, flores e óleo essencial são utilizados no tratamento de diversas doenças.

PLANTA TÓXICA: Gestantes não devem fazer uso e doses elevadas podem provocar problemas diversos.

FOTOS DESTA POSTAGEM: Fotografei no 11º Veiling Market no stand da Flora Yamamura.


ALECRIM, ROSMARINUS - ( Rosmarinus officinalis )